• A.V. Redação

Prefeito de Salvador prorroga suspensão de atividades em shoppings e multa quem não usar máscara.

Usuários de transporte coletivo sem máscara serão impedidos de entrar nos ônibus. Prefeitura comprará 200 mil máscaras para vendedores ambulantes.




Os shoppings de Salvador permanecerão fechados, pelo menos, até o dia 4 de maio. A decisão foi anunciada pelo prefeito ACM Neto na manhã desta sexta-feira (17), durante entrevista coletiva. A interdição das praias e clubes sociais também foi prorrogada pelo mesmo prazo. Além disso, o prefeito anunciou barreiras de trânsito para fiscalizar o uso das máscaras por pessoas em veículos particulares. No caso de alguém ser flagrado sem o equipamento, haverá aplicação de multa.

“Estamos publicando no Diário Oficial do Município a prorrogação dos decretos que determinam a suspensão das atividades dos shoppings centers e demais estabelecimentos correlatos, suspensão do funcionamento de clubes sociais e esportivos, interdição das praias para uso da população e proibição absoluta de comércio nas praias, além da suspensão das atividades de estabelecimentos caracterizados como comércios de rua com espaço acima de 200 metros, ressalvadas algumas exceções. Estamos prorrogando a suspensão dessas atividades até o dia 4 de maio. Havia anunciado que todos os decretos iriam confluir até o dia 4 de maio para termos um marco para todas as determinações de suspensão ou restrição impostas pela prefeitura”, explicou o prefeito. Além da prorrogação das medidas restritivas iniciadas no dia 21 de março, ACM Neto também anunciou quatro novas ações que envolvem o uso de máscaras por parte da população. A principal delas envolve a criança de blitz no trânsito da capital baiana. A Transalvador montará barreiras para fiscalizar o uso do equipamento por pessoas em veículos particulares. No caso de alguém ser flagrado sem máscara, haverá aplicação de multa. O Projeto de Lei depende da aprovação da Câmara para entrar em vigor. A expectativa de ACM Neto é que os vereadores votem a medida em regime de urgência para que a aplicação possa ser realizada já na próxima semana. “Vamos fazer blitz da máscara. A Transalvador, como faz com alcoolemia, vai definir locais da cidade e parar carros. Quem estiver com passageiro sem máscara será multado administrativamente. Mandarei um projeto de lei na segunda-feira que será aprovado pela Câmara, espero, em regime de urgência, instituindo a multa administrativa para todas as pessoas no carro sem máscara. O prefeito também determinou que os usuários de transporte coletivo serão obrigados a utilizar máscaras nos ônibus. As pessoas terão uma semana para se adequar à nova medida. Além disso, a prefeitura irá adquirir 200 mil máscaras que serão distribuídas entre os ambulantes. O vendedor de rua que for flagrado sem o equipamento terá a mercadoria apreendida. “A máscara não precisa ser descartável, não precisa ser com requisito A, B ou C. A prefeitura entrará com uma campanha em todos os meios de comunicação ensinando as pessoas um jeito fácil e rápido de fazer máscara. Irá valer qualquer máscara. Máscara que a pessoa faz em casa. Essa medida, se for assimilada em larga escala, se houver adesão de todos, independentemente do poder de polícia da prefeitura, das medidas punitivas, será fundamental para que a gente comece a ter um horizonte. Entendam como uma transição importante, uma preparação para o futuro. As medidas e exigências são uma preparação para o futuro”, pontuou o prefeito. A última determinação prevê que empresas deverão fornecer máscaras para funcionários e clientes. “Não estamos ampliando o fechamento de comércio, não estamos obrigando ou impedindo as pessoas de irem à rua, tenho feito apelo para ficar em casa, mas não posso nem vou obrigar, a menos que haja determinação técnica. Mas podemos impor que qualquer ambiente de trabalho, para não ser interditado, adote o uso da máscara. Não é apenas o prestador do serviço. Vale para qualquer pessoa dentro do ambiente, do servente ao dono, passando pelo cliente. Todos terão que usar máscara. Ambiente detectado sem máscara, vamos interditar”, encerrou. Aumento no movimento ACM Neto destacou que a prefeitura observou um aumento da movimentação de pessoas nas ruas da capital baiana nos últimos dias. O prefeito afirmou que levou em conta os números de veículos que trafegaram pela cidade na última quinta-feira (16). “Temos como monitorar os veículos através dos radares e da fiscalização eletrônica, pela contagem de veículos. Ontem verificamos tanto no transporte público e, principalmente, na movimentação de carros, um aumento da movimentação na cidade. Em relação ao transporte público não foi tão substantivo. Tínhamos uma média de 28% de pessoas transportadas, subimos para 30%. O que nos preocupou no dia de ontem foi o aumento substantivo no volume de carros. (...) Ontem aquela média que vinha acima de 30% a menos no fluxo de veículos foi de 12% a menos. Ou seja, houve aumento importante do número de veículos circulando na cidade. Isso é perceptível a olho nu”, detalhou.




O prefeito afirmou que não adotará, neste momento, medidas mais duras de restrição social, mas lembrou que a população precisa aderir ao isolamento para evitar que a propagação de coronavírus ocorra com maior velocidade.

“Não podemos baixar a guarda nesse momento. Não podemos fraquejar. Senão, perdemos o controle da curva de casos. Aqui em salvador, corremos o risco de acontecer o que está acontecendo em outros lugares. Quais as diferenças de Salvador para Recife e Fortaleza? Somos mais populosos e com mais desafios. Mas lá está tendo quase um colapso do sistema de saúde. Médicos estão tendo que escolher quem vive e quem morre. E não queremos isso em Salvador”

Até a manhã desta sexta-feira (17), a Bahia havia registrado mais de 960 casos confirmados de coronavírus, com 36 mortes em decorrência da doença. Em Salvador, foram 569 casos, com 19 mortes.


Fonte G1.

Todos os direitos 

reservados ©

©2020 Por Alison Vasconcelos.