• Jornal Publicidade

O blogueiro Yuri Lopes Beauty conta sua opinião sobre o assunto do momento: Karol Conká e Globo.

Atualizado: Mar 4

Como limpar sua conduta vergonhosa?

Com sua visão de telespectador assíduo do programa, ele conta pra gente tudo que entende sobre a forma que a questão vem sendo tratada.


- Temos visto todo o esforço feito pela emissora para limpar um histórico de maldades, preconceito, arrogância e adjetivos negativos sem fim! Eu fui ensinado que, na vida, tudo que vai, volta! Mas parece que aquele ditado famoso tá sendo bem empregado aqui: QUEM TEM PADRINHO, NÃO MORRE PAGÃO!


Ele ainda diz o que pensa sobre o famoso "gatilho", palavra que vem sendo empregada com bastante ênfase pela ex participante:


- Essa justificativa só permite que ações homofóbicas, xenofóbicas, racistas tenham ainda mais força mundo a fora. É inadmissível!



Ele ainda lembra de uma análise feita por um psiquiatra especialista sobre o comportamento da ex Sister:

- Quando vi a entrevista, pensei logo na conclusão que havia chegado. Ele sitava que o comportamento dela tinha traços de sociopatia e psicopatia, onde ela precisa incessantemente diminuir o outro pra estar bem!

Nossa conversa vai chegando ao fim, quando ele finaliza:

- Na minha humilde opinião de telespectador, todo o aparato da emissora para diminuir os danos causados e justificar um comportamento doentio, ofensivo e agressivo só dá a ela e pessoas como ela, munição para jamais mudar suas visões distorcidas, de superioridade e convívio social. Eles sempre terão a certeza da Impunidade, respaldados por "gatilhos".





Redação: Alison Vasconcelos