• A.V. Marketing e Publicidade

iFood aposta em lojas de conveniência e "banco de restaurantes" para acelerar expansão

Atualmente, o iFood presta serviços de pagamentos para cerca de 100 mil dos 250 mil restaurantes que atende



O iFood está ampliando a aposta em lojas de conveniência e numa prateleira reforçada de serviços financeiros para restaurantes, tentando capitalizar novas oportunidades de negócios surgidas desde o ano passado com os efeitos da Covid-19.


A ofensiva acontece cerca de um ano após o maior aplicativo de entrega de refeições do país ter iniciado entrega de itens de supermercado, uma vez que as medidas de isolamento tomadas para conter a pandemia impulsionaram o comércio digital no país.


Diante disso, o iFood entrou logo depois no segmento de conveniência, plano que estava inicialmente previsto para este ano. Agora, com cerca de 5 mil pequenos mercados e lojas de conveniência distribuídos em 300 cidades, a companhia prevê multiplicar esse número por oito nos próximos 12 meses.

“Nós já enxergávamos supermercado como uma vertical de expansão natural do negócio”, disse à Reuters o vice